Férias escolares não combinam com sedentarismo

Férias e sedentarismo

Férias e sedentarismo: precisamos refletir mais sobre isso!

Férias e sedentarismo

Você sabia que as crianças brasileiras são as que passam mais tempo em suas vidas diante de algum tipo de tela? Computador, smartphone, tablet ou televisão são itens que deixaram o Brasil em posição de destaque no ranking de obesidade infantil. Durante as férias, deixar as crianças diante dos itens modernos pode ser bastante cômodo para as famílias. Mas será que comodismo combina com saúde?

Sedentarismo e obesidade

Para se ter ideia, cerca de 14% das crianças brasileiras na faixa etária de 5 a 9 anos são obesas e 33,5% têm excesso de peso, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A estimativa é de que esses números cresçam de 1 a 2% ao ano. De acordo com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), é considerada sedentária uma criança na faixa etária entre 6 e 17 anos que pratique menos de 300 minutos de atividade física semanalmente (uma hora por dia, cinco vezes por semana). Atualmente, 78% das crianças brasileiras não atingem o mínimo de exercícios recomendados pela OMS. Uma criança brasileira hoje passa mais de 5 horas diárias na frente de uma tela, desconsiderando tempo de escola. Na época de férias escolares, se não tivermos cuidado, essa realidade pode ser ainda pior.

O tempo diante das telas é sedentário e é o somatório dos momentos que as crianças passam sentadas, deitadas ou recostadas. Os meios eletrônicos são cada vez mais babás virtuais dos pequenos. Ou porque eles têm um acesso facilitado e acabam nem experimentando uma rotina de brincadeiras ao ar livre, ou porque seus pais incentivam, vendo neles uma maneira mais fácil e segura, diante da violência dos grandes centros urbanos, de entreter as crianças. E até um certo comodismo, muitas vezes nem percebido pelos próprios pais, que também estão acostumados a uma realidade de contato intenso com os meios eletrônicos. Mas precisamos com urgência mudar essa realidade ou estaremos formando adultos sedentários e obesos, cada vez mais.

Estímulo à diversão saudável nas férias

O período de férias escolares é bastante propício para mudar essa realidade e precisamos aproveitar isso. Se estimularmos brincadeiras ao ar livre e compostas por muito movimento, acabaremos plantando neles uma semente de diversão saudável que poderá durar na volta às aulas também, basta que o estímulo a isso faça parte de uma rotina familiar. Sim, toda a família precisa estar envolvida. Incentivar as brincadeiras com os amigos da escola, do condomínio, da rua, levando as crianças para locais como parques, praças e campinhos faz toda a diferença. Correr, pular, arrastar, sujar, nadar, cair, pendurar… são atividades naturais, saudáveis para o corpo e bastante lúdicas e divertidas. As crianças também adoram.

Não deixe que as telas tomem conta dos seus filhos. Estimule a vida saudável desde cedo!

Os comentários estão encerrados.